Segunda-feira, 12.01.09

A justiça é cega? Não, porque se for um desgraçado que não tenha aonde cair morto (como se costuma dizer) é imediatamente "feita justiça" e de forma exemplar para servir de exemplo. Mas se estiver em jogo figurões da nossa praça, então ou se arquiva por não haver nada a dizer ou na pior das hipóteses prescreve.
De facto em Portugal, NÃO EXISTE JUSTIÇA e quem ainda acredita nisso ou é tolo ou anda distraído.


Sim, porque quando processos são julgados ao fim de vários anos depois de intentada a acção em Tribunal, onde está a Justiça?
Para se fazer Justiça e, sem perder de vista toda a tramitação legal e prazos, deve a mesma ser feita o mais rápido possível.
Acabemos com a fantochada de andarmos sempre a falar que somos um estado de direito. Que estado é este que só vê para um lado? Se um cidadão se atrasa nas suas obrigações para com os diferentes sectores do estado é penalizado (e bem). No entanto se for o estado, autarquias e outros organismos oficiais a não cumprirem as suas obrigações.... olha-se para o ar e assobia-se aos passarinhos. Como podem ter moral para exigir se também não cumprem?


Os prazos acordados são só para ser cumpridos pelas Empresas e pelos cidadãos? Então e o Estado? Pessoa de bem? Bem depende do conceito. Há vigaristas e burlões que também se consideram pessoas de bem.

"A CORRUPÇÃO DOS GOVERNANTES QUASE SEMPRE COMEÇA COM A CORRUPÇÃO DOS SEUS PRINCIPIOS"
Baron de Montesquieu



publicado por P. às 19:53 | link do post | comentar | ver comentários (1)

mais sobre mim
Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


posts recentes

Justiça num estado de dir...

arquivos

Janeiro 2009

tags

estado de direito

justiça

portugal

todas as tags

links
blogs SAPO
subscrever feeds